Caixa Econômica Federal já está liberando o Auxílio Emergencial de R$ 600,00 para milhões de pessoas no Brasil.

Diante da pandemia do coronavírus, o Auxílio Emergencial foi uma das medidas do governo para evitar maiores danos econômicos devido ao isolamento, já que algumas atividades foram extremamente afetadas.

Continue lendo para saber mais sobre o benefício e descobrir se você pode solicitá-lo.

O que é o Auxílio Emergencial?

Para o enfrentamento da crise econômica, será possível aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados solicitar benefício no valor de R$ 600,00, que será pago por 3 meses.

O benefício só pode ser pago para duas pessoas da família. Então, no caso de haver mais membros, é preciso ficar atento, já que o valor máximo por família é, portanto, R$ 1.200,00.

Em famílias em que a mulher seja a “chefe de família”, ela, sozinha, terá direito a um benefício do dobro do valor: R$ 1.200,00.

Quem tem direito ao benefício?

Apesar de termos falado que trabalhadores informais e outros são os beneficiados pelo Auxílio Emergencial, há ainda outras regras a serem observadas para o recebimento do benefício.

Confira os requisitos disponibilizados pela CAIXA:

  • Ter mais de 18 anos;
  • Não ter emprego formal;
  • Não receber os seguintes benefícios:
    • Previdenciário;
    • Assistencial;
    • Seguro-desemprego;
    • Programa de Transferência de Renda Federal (Bolsa Família não impede o recebimento do Auxílio Emergencial);
  • A renda familiar deve obedecer aos seguintes limites:
    • Até R$ 522,50 por pessoa; ou
    • Até R$ 3.135,00 de renda familiar total.
  • Não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 no ano de 2018;
  • Exercer atividade em uma das seguintes condições:
    • Microempreendedor Individual (MEI);
    • Contribuinte Individual ou Facultativo do Regime Geral de Previdência Social;
    • Trabalhador Informal.

Caso algum desses requisitos seja descumprido durante o recebimento, o benefício será cortado.

Leia também -> COVID-19 – Suspensão do Contrato de Trabalho e Redução de Jornada

Como o benefício será pago?

Como dissemos, o benefício será pago em 3 parcelas, mas existe uma ordem de pagamento a depender das circunstâncias de cada pessoa.

Primeira Parcela

  • As pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e que têm conta no Banco do Brasil ou poupança na Caixa Econômica federal receberam nesta último quinta-feira (9);
  • Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e que não têm conta nem no Banco do Brasil nem na Caixa vão receber nesta terça-feira (14);
  • Trabalhadores informais que não estão no Cadastro Único vão receber em 5 dias úteis após a inscrição no programa de auxílio emergencial;
  • Beneficiários do Bolsa Família vão receber apenas nos 10 últimos dias úteis do mês abril.

Segunda Parcela

  • As pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e trabalhadores informais inscritos no programa de Auxílio Emergencial vão receber entre 27 e 30 de abril.
  • Beneficiários do Bolsa Família vão receber, novamente, nos últimos 10 dias úteis do mês maio.

Terceira Parcela

  • Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e trabalhadores informais inscritos no programa de Auxílio Emergencial vão receber entre 26 e 29 de maio;
  • Beneficiários do Bolsa Família vão receber apenas nos 10 últimos dias úteis de junho.

Como pedir o Auxílio Emergencial?

Existem três formas de solicitar o benefício:

  1. Através do site da CAIXA;
  2. Do aplicativo da CAIXA para dispositivos Android; ou
  3. Do aplicativo da CAIXA para dispositivos iOS

Passo a passo para quem fizer a solicitação do auxílio emergencial pelo computador

Se você optar por fazer a solicitação através do site da CAIXA, deve seguir os seguintes passos:

  1. Acessar o site https://auxilio.caixa.gov.br;
  2. Leia todas as instruções e confirme a leitura no botão “Concordar com os Termos”;
  3. Preencha o campo “código recebido” com o número recebido por SMS no seu celular;
  4. Preencha todos os dados solicitados (se você for mulher chefe de família, marque a opção;
  5. Forneça RG ou CNH;
  6. Seu pedido de Auxílio Emergencial já está sob análise.

Caso ainda tenha dúvidas sobre o procedimento, a CAIXA disponibilizou um número de telefone exclusivamente para tirar as dúvidas dos solicitantes. Basta discar o número 111.

Passo a passo para quem fizer a solicitação do auxílio emergencial pelo app

Se você decidir fazer pelo app, segue também um passo a passo bem simples:

  1. Acesse a página inicial do aplicativo;
  2. Declare que leu todos os requisitos para fazer a solicitação;
  3. Informe todos os dados requeridos – nome, CPF, data de nascimento e nome da mãe;
  4. Insira o número de celular para receber seu código;
  5. Insira o código recebi no campo “código recebido”.
  6. Informe novamente os dados requeridos – renda, ramo de atividade, estado e cidade;
  7. Informe os dados referentes aos integrantes da família;
  8. Opte por receber em conta existente ou abrir uma conta para recebe;
  9. Forneça seus dados bancários;
  10. Revise e confirme todos os dados transmitidos até aqui;
  11. Conclua a sua solicitação.

Conclusão

Esperamos ter tirado todas as suas dúvidas com informação de qualidade a respeito do Auxílio Emergencial, que é uma solução muitíssimo benéfica para todos os grupos beneficiados.

Fazemos, ainda, votos para que a crise econômica oriunda do coronavírus cesse sem muita demora, para que todos retomem seus trabalhos e possam voltar a produzir!

 

Suspensão do Contrato de Trabalho e Redução de Jornada

Diante do preocupante contexto criado pelo coronavírus no brasil, o governo elaborou nova Medida Provisória (MP 936/2020), que tem como objetivo a manutenção e a preservação do emprego e da renda através da suspensão do contrato de trabalho e da redução da jornada do trabalhador. Leia mais

IRPF 2020 - Prorrogação do Importo de Renda

Prorrogação da entrega da Declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) em 60 dias foi anunciada ontem, dia 1º de abril, pelo secretário da Receita Federal, José Tostes Neto. Leia mais

Redução alíquota do sistema S - ATLAS • Inteligência para Gestão - Limeira/SP

A redução da alíquota para o Sistema S é mais uma medida para contornar a grave situação que estamos passando em decorrência da pandemia do coronavírus (Covid-19). O governo federal, no último dia 31 de março, publicou em edição extra do Diário Oficial a MP 932/2020. Leia mais

Boletim diário ATLAS 31/03/2020

Voltamos com mais outro boletim diário com as principais notícias do mundo empresarial. Confira os destaques. Leia mais

Prorrogação de Tributos Federais para Empresas que não estão no Simples Nacional

Em tempos de COVID-19, uma das alternativas para empresas com fluxo de caixa comprometido é postergar o pagamento de tributos federais. Leia mais

Boletim ATLAS vs Coronavírus - 30/03/2020

Voltamos com o nosso boletim diário, com notícias importantíssimas para o mundo empresarial sobre a pandemia do COVID-19 e seu enfrentamento. Leia mais

IRPF 2020 - Imposto de Renda Pessoa Física 2020

Como em todos os anos, existem algumas novidades no Imposto de Renda 2020, como o prazo de entrega, que começou no dia 2 de março e vai até dia 30 de junho. Leia mais

ATLAS vs Coronavírus - Boletim diário - 27/03/2020

Todos os dias, de segunda a sexta, sempre ao meio dia, uma seleção de notícias do mundo empresarial  sobre o enfrentamento do Coronavírus no Brasil. Leia mais

Todos os dias, de segunda a sexta, sempre ao meio dia, uma seleção de notícias do mundo empresarial  sobre o enfrentamento do Coronavírus no Brasil. Leia mais